Aluguel Temporada

ALUGUEL DE IMÓVEIS PARA TEMPORADA – DICAS E CUIDADOS

A locação de imóveis para temporada é sempre uma boa opção de hospedagem nas férias ou nos feriados prolongados. Para que o consumidor evite preocupações nas férias, a Fundação Procon de São Paulo, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, elaborou algumas dicas e orientações para aqueles que pretendem alugar um imóvel na temporada.

Este tipo de locação é destinado somente para lazer, realização de cursos ou evento pontual. O prazo da locação de temporada não pode ultrapassar 90 dias e o pagamento de aluguéis e encargos pode ser exigido antecipadamente e de uma só vez. O inquilino deve sempre exigir recibo discriminado de todas as quantias pagas. Na escolha do imóvel convém procurar informações com pessoas e imobiliárias de confiança, checando tudo o que for oferecido.

Deve ser verificada a localização do imóvel, inclusive as condições de acesso ao local, como estradas, pontos de referência e afins. Além disso, outro ponto que deve ter um peso importante na decisão do locatário é a infra-estrutura da região – padarias, açougues, mercados, feiras-livres-, bem como as condições de segurança do imóvel.

O locatário deve realizar uma vistoria no local, em companhia do proprietário ou representante, relacionando por escrito as condições gerais em que se encontra o imóvel. Essa precaução poderá evitar o pagamento de eventuais danos que o locatário não tenha usado. Na impossibilidade dessa inspeção, o consumidor deve procurar obter informações com conhecidos que já tenham ocupado o imóvel, não confiando apenas em fotos ou anúncios.

Uma vez definido o imóvel, o locatário deve fazer um contrato, por meio de uma imobiliária ou direto com o locador, incluindo todas as cláusulas correspondentes ao que foi tratado verbalmente, discriminando datas de saída, nome e endereço do proprietário, preço e forma de pagamento, local de retirada das chaves, tipo e número de cômodos, garagem, etc.

Caso o imóvel seja mobiliado, devem constar obrigatoriamente no contrato a descrição de seu estado de conservação e a relação de móveis e utensílios disponíveis. Não se esqueça, ao final da locação, de fazer uma nova vistoria, relacionando tudo por escrito e ficando com uma cópia desse documento, protocolada pelo proprietário.

OUTRAS DICAS IMPORTANTES:

  • Alguns locadores exigem um cheque caução dado como garantia de entrega do imóvel em bom estado. Neste caso é recomendável escrever no verso: “cheque dado como garantia de devolução do imóvel (devidamente identificado), se não houver estragos, o cheque será devolvido no término do contrato”.

 

  • Verifique, com antecedência, se o proprietário do imóvel aceita animais de estimação.

 

  • Confirme se roupas de cama e banho, bem como utensílios de cozinha, estão inclusos.

 

  • Pergunte quem pagará o consumo de telefone, luz, gás e água. Na maioria da locações estas contas já estão incluídas no custo, porém é recomendável confirmar antes.

 

  • Respeite o número de pessoas acordado com o locador no ato do contrato. Caso o número de pessoas a ocupar o imóvel exceda ao que fôra combinado, o proprietário terá o direito de pedir ao inquilino para retirar-se do imóvel.

 

FONTE: PROCON-SP  e IG Poupa Clique

_

Artigos relacionados:

Imobiliárias e Corretores de Imóveis atuantes no Norte da Ilha de SC

Dicionário Imobiliário de A-Z

Aluguel residencial: Dicas e Cuidados

Compra e venda de imóveis – Dicas e Cuidados

%d bloggers like this: